domingo, 10 de julho de 2016

Etapa nº. 14, a caminho dos 80

          Hoje, como satisfação matinal, fui à Missa das nove e lá, saciado com o Corpo e Sangue de Jesus, saciei o meu jejum. De regresso a casa com minha esposa, dedicada companheira, tomei o pequeno almoço e, de seguida, ocupei-me em programar a etapa de hoje, que não sendo extensa, (casa-Ílhavo, Ílhavo-casa, tem em Ílhavo uma acentuada quebra de andamento, para ali, no (CASCI- -ACOLHIMENTO) Centro Acção Social do Concelho de Ílhavo, visitar a Dª. Maria Celeste Simões, irmã de minha esposa, senhora que é candidata a conquista do Reino dos Céus, lugar a que tem direito e está pronta e preparada para ir ocupar a qualquer momento.

          Esta senhora é viúva e mãe de 4 filhos, viveu tempos muito difíceis, mas sempre foi compensada com amor fervoroso, carinho e dedicação dos filhos, os quais, uns porque são emigrantes, outros porque economicamente estão dependentes da profissão que exercem, ela tem que estar, e está no lar. A biografia desta senhora, em comparação com a de algumas santas, é de sentimento bem atroz e merece que o Senhor se compadeça dela. O marido, por razões económicas, e adversas e porque não teve sorte no seu país, emigrou para França quando os filhos e a esposa mais precisavam dele. Foi por sua conta e risco, a pe, ou de comboio, de estação em estação, como um fugitivo, apenas tinha mil escudos no bolso (moeda de agora, 5,00€), lá chegou. De todas as pessoas ligadas à família, terei sido eu o único com quem ele comunicava, saltando de carruagem em carruagem, saindo de um comboio e entrando noutro, mandava-me postais a mostrar e a dizer a terra ou cidade já alcançada, o último foi de Lyon.
 
          Passados uns anos, este Manuel, cunhado da minha esposa, cansado daquela vida e calculando, que para ele, já tinha amealhado o suficiente para poder viver com sua esposa e mais família, regressou, mas a sorte nunca esteve com ele, num acidente de moto perdeu uma perna e, algum tempo depois, por motivos de doença, foi-lhe amputada a outra, acabou a sua vida dependente da família. Digo e posso testemunhar que foi muito bem tratado. Todos, familiares e amigos, no adeus, manifestaram sentidas saudades. Que repouse em paz.
 
          O Santo do dia de hoje, é: Santa Felicidade e seus sete filhos, Mártires
          "Santa Felicidade foi martirizada em Roma durante o reinado de Marco Aurélio, depois de ter animado e exortado ao martírio seus sete filhos, Santos Januário, Félix, Filipe, Silvano, Alexandre, Vital e Marcial. A respeito da matrona, assim escreveu São Pedro Crisólogo: No meio das cadáveres mutilados e sangrentos daquelas ofertas queridas, passava mais alegre do que antigamente ao lado dos seus berços, porque via com os olhos da fé uma palma em cada ferida, em cada suplicio uma recompensa e sobre cada vítima uma coroa".

         Oração: - Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e enchei neles o fogo do vosso amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado, e renovareis a face da terra.
           Oremos: Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos rectamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da Sua consolação, por Cristo Nosso Senhor. Amem.

Sem comentários:

Enviar um comentário